05 Jul. 2024
Escritor: QuintEssência
Revisor: Historiador Libertario
Narrador: Gordinho Caipira
Produtor: Historiador Libertario

Xi Jinping afirma que CHINA vai se ABRIR AO MERCADO: o comunismo FALHOU ou é só outra MENTIRA?

Poucos dias atrás, Xi Jinping pronunciou um discurso bastante curioso, por ocasião do aniversário de 70 anos dos Cinco Princípios de Coexistência Pacífica da China - que é uma bobagem comunista qualquer. Nessa ocasião, o manda-chuva do Partido Comunista Chinês utilizou termos e expressões que davam a entender, ainda que de forma dúbia, que o gigante asiático estaria disposto a abrir mão de seu quase centenário comunismo para abraçar princípios do livre mercado. Sim, de novo essa história.

Veja, por exemplo, que Xi Jinping afirmou coisas como: “Construiremos um ambiente de negócios mais solidamente baseado no mercado e no Estado de direito e que esteja à altura dos padrões internacionais”. O presidente chinês ainda disse, no mesmo discurso, que, nos próximos anos, “a China só se abrirá cada vez mais ao mundo exterior” e que “sua porta nunca se fechará”. Curioso, não é mesmo? Será que o grande líder comunista aceitou a inevitabilidade do fracasso do comunismo, para abrir a economia do país de uma vez? Será que ele quer repetir os passos de seu antecessor, Deng Xiaoping?

Precisamos ir com calma, refrear nossa empolgação. Estamos falando de um discurso de um político - que vale tanto quanto qualquer outra declaração do tipo, ou seja, absolutamente nada. Além disso, as falas de Xi Jinping não chegam a surpreender tanto assim porque, semanas atrás, o chefão do Partido Comunista já havia falado algo parecido. De maneira geral, especialistas também apontam para elementos que indicam que o Banco Central da China estaria dando mais flexibilidade para regras bancárias e de empréstimos, com juros sendo negociados livremente entre as partes. Mas vai saber!

Para termos uma ideia melhor sobre o que está acontecendo na China, é preciso analisar a situação toda com outras lentes. Não é segredo para ninguém que o gigante comunista vem enfrentando uma série de problemas econômicos. Nós já abordamos esse tema, aqui no canal, em vídeos como: “CHINA vai tentar resolver sua CRISE IMOBILIÁRIA com IMPRESSÃO DE DINHEIRO: o colapso vem aí” e “Os 5 motivos que levarão a CHINA ao COLAPSO”. Os links estão na descrição deste vídeo. A pergunta que fica é: os comunistas vão mesmo seguir o caminho do livre mercado para evitar o colapso, ou vão dobrar a aposta?

Bem, o que já sabemos é que, nos últimos meses, o governo de Xi Jinping tem tentado evitar a provável crise econômica chinesa com ainda mais intervenção. A maior aposta, é claro, é no setor imobiliário - sempre ele, responsável por ¼ do PIB da China nos tempos áureos da expansão econômica. Os pacotes de incentivos são inúmeros, e vão desde projetos locais e linhas de crédito, até mesmo a megaprojetos internacionais relacionados com a tal “Nova Rota da Seda”.

Ao todo, o governo comunista chinês está investindo US$ 450 bilhões, no prazo de alguns anos, para construir obras faraônicas. Pois é, é um verdadeiro Monte Everest de dinheiro. Dentre essas obras, podemos destacar coisas como a Usina Hidrelétrica de Bahan, um viaduto ferroviário com mais de 2 mil km de extensão, e um túnel subaquático de 11 km de comprimento. Todos nós sabemos bem aonde isso vai dar, não é mesmo?

Mais recentemente, em maio, o Banco Popular da China - que é o banco central do país - relaxou algumas regras para o financiamento de imóveis. Durante a pandemia, por conta do excesso de calotes, as regras haviam sido endurecidas - algo que impactou bastante na demanda por imóveis. Agora, Pequim voltou atrás nesse rigor bancário. A taxa mínima de juros para empréstimos imobiliários foi eliminada, as taxas para primeiros compradores foram reduzidas para 15%, e foram disponibilizados 300 bilhões de yuans - mais de US$ 40 bilhões - para que empresas estatais comprem imóveis locais. O negócio é inflar a bolha!

Obviamente, isso não vai ser suficiente para resolver o problema - que se aproxima da casa dos trilhões de dólares. Pense que a venda de novos imóveis na China entre os meses de janeiro e maio deste ano foi 30% menor que no mesmo período de 2023. Pois é: se isso não representa um setor econômico falecendo, então eu desisto de tentar argumentar.

Por conta da lei da oferta e da demanda, os preços dos imóveis estão caindo, e muito rápido. De abril para maio deste ano, o preço médio dos imóveis caiu 0,71%, nas 70 maiores cidades chinesas. Parece pouco, mas estamos falando de apenas 1 mês. Extrapolando esse percentual para 1 ano, estaríamos falando de uma queda superior a 8% - num mercado em que, tipicamente, os preços só sobem. Na verdade, essa é a queda mais acentuada no setor imobiliário em 1 década!

Agora, se o problema dos imóveis residenciais é grave, o dos imóveis comerciais e logísticos é catastrófico. Nos últimos anos, foram construídos inúmeros armazéns e galpões logísticos por toda a China. E é fácil entender porque tanta grana - inclusive de investidores internacionais - foi direcionada para esse setor. Havia uma óbvia esperança de que o comércio eletrônico chinês continuasse bombando, como nos anos anteriores.

E, é claro, a construção de novos galpões também movimenta o setor da construção civil, o que agrada o governo chinês, por inflar ainda mais essa bolha. Estamos falando, nesse caso, de construções de todo o tipo: galpões para comércio eletrônico, frigoríficos para produtos congelados, depósitos para indústrias e seus produtos. Incontáveis toneladas de concreto e aço, para girar a economia chinesa e atender a demanda por depósitos comerciais.

O problema é que essa esperança toda não se reverteu em realidade - muito pelo contrário. Atualmente, várias províncias no norte e no leste da China já enfrentam um índice de vacância de 20% em seus centros logísticos. Só que a coisa vai ficar ainda pior, porque o número de galpões e armazéns em construção não para de crescer. Ficou curioso para saber a dimensão desse crescimento? Segura aí: atualmente, estão em construção nada menos que 33 milhões de metros quadrados de centros logísticos - o equivalente a cerca de 4.600 campos de futebol!

Mais uma vez, nesse caso, a relação entre oferta e demanda bagunça todo esse mercado. Como a vacância nos galpões e armazéns já está alta, e a oferta vai aumentar, então a tendência é de que os aluguéis sejam drasticamente reduzidos. E isso já está acontecendo: novos contratos estão sendo negociados a valores menores, e por prazos mais curtos. Ou seja: não apenas a demanda atual está menor; os locatários não querem se comprometer por muito tempo, por não ter certeza se precisarão desse imóvel no futuro. Estamos falando, portanto, de uma demanda que tende a cair ainda mais, frente a uma oferta que só faz subir. Vai fazendo as contas da tragédia econômica aí…

Veja, então, que o discurso de Xi Jinping de prosperidade e abertura para o comércio mundial não parece casar muito bem com a atual realidade chinesa - que é de intervenção estatal e de distorção econômica. Enquanto o líder supremo do país faz um discurso para enganar os incautos - como o próprio Lula tem feito, aqui no Brasil, - o banco central despeja rios de dinheiro para evitar o colapso econômico completo. Como já explicamos em várias outras oportunidades, a tragédia chinesa é inevitável, e Pequim só tem piorado esse cenário.

Não: Xi Jinping não vai promover uma real abertura econômica. Para ele, faz sentido acenar para os patetas no exterior, que insistem em tratar o regime chinês como o que há de mais moderno no mundo; assim como faz sentido reforçar seu próprio poder interno. A verdade, contudo, é que o discurso do Ursinho Pooh chinês não passa disso: discurso de político. Na China não há, e não haverá, no que depender dos comunistas, nem um autêntico mercado, nem algo como um estado de direito. É só ditadura comunista mesmo.

De fato, a única alternativa para a China é a liberdade de mercado. Só que isso não virá por meio dos comunistas que, há décadas, fazem justamente o oposto por lá. É certo que, como citado, Deng Xiaoping e seus asseclas promoveram algum grau de abertura econômica, no passado. Só que, em primeiro lugar, eles apenas amenizaram a completa loucura econômica que foi o regime de Mao Tsé-Tung. E, em segundo lugar, as reformas dos anos 1980 e 1990 serviram apenas para preparar o caminho para o que viria a seguir. No caso, o governo tirânico de Xi Jinping, que chegou aos maiores extremos de controle social do planeta.

O comunismo na China vai repetir os mesmos erros do passado, variando apenas em intensidade. A única solução para o gigante asiático, portanto, é a verdadeira liberdade, que se estende a todos os aspectos - e não apenas à economia. Infelizmente, é bem provável que algum grau de crise se abata sim sobre a China, não importa qual seja o caminho tomado por Xi Jinping e sua gangue, nos próximos meses. É inevitável: décadas de socialismo sempre cobram o seu preço. E, conforme a aposta comunista for aumentada, pior tende a ser essa inevitável catástrofe, quando ela finalmente acontecer.

Referências:

https://www.chinadaily.com.cn/a/202406/28/WS667e6f2ea31095c51c50b638.html https://www.bloomberglinea.com.br/internacional/armazens-vazios-expoem-nova-face-da-crise-na-china-apos-aposta-de-us-100-bi/ https://valor.globo.com/financas/noticia/2024/06/20/os-planos-misteriosos-de-xi-para-o-banco-central-chines-vem-a-tona-com-a-maior-mudanca-em-anos.ghtml https://clickpetroleoegas.com.br/a-china-investe-uma-quantia-impressionante-us-450-bilhoes-em-varios-megaprojetos-que-estao-transformando-a-infraestrutura-e-a-paisagem-do-pais/ https://www.infomoney.com.br/economia/vendas-de-novas-moradias-na-china-sofrem-queda-anual-de-305-entre-janeiro-e-maio/?utm_term=Autofeed&utm_campaign=echobox&utm_medium=social&utm_source=Twitter&Echobox=1718622141 https://www.businesstimes.com.sg/property/us100-billion-bet-chinas-economy-sours-warehouses-empty https://www.theguardian.com/business/article/2024/jun/17/china-new-home-prices-fall-property-market CHINA vai tentar resolver sua CRISE IMOBILIÁRIA com IMPRESSÃO DE DINHEIRO: o colapso vem aí: https://www.youtube.com/watch?v=8NdJRYKcvz4 Os 5 motivos que levarão a CHINA ao COLAPSO: https://www.youtube.com/watch?v=7ZyAK6bBp1g

ANCAP.SU

Canal de notícias rápidas com viés libertário, bate papo, vlogs e outros assuntos ligados ao libertarianismo e anarcocapitalismo. Seja bem-vindo.

Nossas Redes Sociais

Visão Libertária. Desenvolvido por KoreacomK e a comunidade.