12 Mai. 2024
Escritor: Avelã Lendo o Mundo
Revisor: KoreaComK
Narrador: KoreaComK
Produtor: Paulo Wesley

Por que é ERRADO dizer que o COMUNISMO não funciona?

“O comunismo não funciona”. Este é um dos mais básicos e utilizados argumentos que saem das bocas e dos dedos daqueles que se opõem a esta ideia, incluindo os verdadeiros cristãos, conservadores, e é claro, os libertários em geral. Se queremos defender nossos ideais de liberdade, é importante que combatamos o demônio comunista, e que para isso utilizemos os termos corretos, sabendo como e quando argumentar.

É nossa obrigação nos aprimorar sempre, intelectual, física e espiritualmente. Não é mesmo? Para chamar a atenção de vocês, espectadores amigos do Visão Libertária, utilizei desse título um tanto curioso e afirmo categoricamente: é errado dizer que o comunismo não funciona! Ora, seria eu um infiltrado? Seria um agente da KGB? Vejamos o desenvolvimento da explicação:

Precisamos primeiro entender uma coisa. Funcionar ou não funcionar é, de fato, uma coisa muito relativa. Para dizermos que um objeto funciona, precisamos responder a uma pergunta fundamental: qual a finalidade do objeto? A partir daí temos uma premissa. Peguemos uma simples caneta esferográfica como exemplo. Necessitando deste objeto, e precisando anotar uma coisa rápida enquanto escuta uma mensagem importante ao telefone, nota que ela não escreve. Você então pensa em algum palavrão, seguido de um “essa caneta não funciona”, e então a deixa de lado.

De fato, ela não funciona se sua intenção é escrever, mas para os alunos da quinta série, pelo menos na minha época, as canetas que não escreviam serviam de zarabatanas, que nós, crianças que éramos, usávamos para atormentar, em tom de brincadeira saudável, os nossos colegas. Para você, a caneta é inútil, por partir da premissa de que ela foi feita para escrever. Já o aluno da quinta série, menino Raiz, guri travesso, a premissa é de que a caneta deve fornecer apenas um tubo plástico para o lançamento de bolinhas de papel mastigadas.

Eis a questão: o comunismo é como uma caneta que não escreve aos olhos dos amantes da liberdade. Mas aos olhos dos comunistas e autoritários, é uma perfeita zarabatana. Dizer que o comunismo não funciona, só causará impacto persuasivo àqueles que já têm uma tendência à liberdade, àqueles que têm como ideal o livre comércio, a liberdade de expressão e de crença religiosa. Libertários e conservadores, geralmente colocados no cesto da “direita”, já compartilham ideais o suficiente para entender o comunismo como “algo que não funciona”. Já para os comunistas e progressistas em geral, essa ideologia é o meio para atingir exatamente o que eles almejam, e é por isto que para eles o comunismo funciona.

Para nós, libertários, o que faz do comunismo um mal é exatamente o que faz do comunismo um bem, na cabeça do revolucionário de esquerda, condicionado a pensar de forma invertida a respeito de tudo. Fome? Fim da liberdade de expressão? Conluio do estado com mega empresários e eliminação absoluta da concorrência, tanto política quanto econômica? Para nós é um pesadelo, mas para eles é o paraíso, pois estas são as condições perfeitas para um regime tirânico, destrutivo e totalitário.

O comunismo não funciona para nós, que queremos apenas viver nossas vidas em paz e liberdade. Para eles é o céu, é a expressão material daquilo que são as suas almas deformadas. A apoteose de seus sentimentos mais preciosos: a inveja, o ressentimento e o ódio. É por isto que, ao argumentar em favor da liberdade, e consequentemente contra o comunismo, nós devemos evitar argumentos que possam soar ambíguos ou passíveis de dupla interpretação.

O que quero dizer é: falar que é ruim ou bom, falar que funciona ou não funciona, tudo isso é relativo. Agora citar fatos e conclusões lógicas e relações de causa e efeito, não. Por exemplo: todo regime comunista resultou em fome, desterros, prisões ilegais, abusos de poder, perda drástica na liberdade criativa e de expressão, e principalmente em mortes, verdadeiros genocídios. E vale lembrar: quem mais matou comunista na história foram os próprios comunistas! É claro que, a quem já está convencido da cegueira, não há meios de se fazer aceitar a verdade. No entanto, sempre há aqueles que se encontram em estado de dúvida, o que é normal e sempre haverá, principalmente entre os jovens. E por isso mesmo que os comunistas, seja através das ideologias de gênero, do movimento woke ocidental, seja através do monopólio da educação estatal, focam tanto nas crianças e adolescentes.

De qualquer maneira, a melhor forma de argumentar é mostrando fatos e resultados, sempre expondo as relações de causa e efeito, para eliminarmos ao máximo as usuais mentiras comunistas, que sempre tiram vantagem do relativismo. Relativismo que inclui os termos “funciona” ou “não funciona”, “bom” ou “ruim”. Tentemos expor a realidade e deixar o julgamento a critério do ouvinte, excluindo as brechas ao relativismo. Dessa forma, a pessoa que ouve o argumento e chega a uma conclusão, não se sente enganada, assimila melhor a verdade dentro de si.

Além disso, o argumento do funcionamento está totalmente relacionado à esfera econômica. É muito fácil provar que a economia comunista não funciona. Sim, você já sabe quem provou isto por A mais B. Ele mesmo: Ludwig Von Mises, nosso queridinho. É tão fácil entender sua explicação sobre a economia planificada ser um absoluto fracasso que até os próprios soviéticos compreenderam bem a lição do nosso economista austríaco.
Desde então, os comunas já aceitaram que a economia planificada é um fracasso total e no seu íntimo, aceitando muito bem qualquer argumento a favor da liberdade de mercado. Eles até reservaram o caderno de economia nos jornais, há décadas no Brasil, para a “direita”. Reparem: se um comunista aceita qualquer argumento da direita, é porque este está relacionado à economia. Isso não os incomoda.

Eles manipulam as redações de jornal e a mídia, de modo a manter uma “oposição” o suficiente para dar o verniz de que há diversidade de ideias e pluralidade de opiniões. Entretanto, nunca o suficiente para terem o seu poder minimamente ameaçado, ou seja, nunca mais do que o caderno de economia dos jornais. E esse teatro macabro satisfaz a direita limpinha, a direita yuppie, os Farialimers, que às vezes até dá aquela flertada safada com o canto esquerdo do olho para os socialistas no poder. A explicação de Mises só diz respeito ao campo da economia.


E os outros aspectos da vida humana? É pela nossa vida que tememos quando rejeitamos o poder concentrado e autoritário, não é? No mundo real, o regime comunista mais bem-sucedido do mundo, por assim dizer, é o regime do Partido Comunista Chinês. Justamente porque eles entenderam que “comunismo não funciona”. Mas, apenas na esfera da economia. Na política, funciona, e funciona lindamente para atender aos seus interesses autoritários megalômanos. Os dirigentes do PC Chinês entenderam perfeitamente que para a sua própria sobrevivência seria necessário conceder alguma liberdade de mercado. Inclusive, até incentivando o investimento estrangeiro no seu país.

A mão de obra barata é o que atrai os empresários e investidores, sendo barata justamente porque não há encargos trabalhistas ou direitos aos trabalhadores, como acreditam os comunistas médios, seguidores de Soberana entre outras figuras grotescas da cena web-comunista. Isso revela não só que a liberdade em relação à economia foi abarcada pelos comunistas, como evidencia ainda mais a sua falta de princípios morais.

Se o governo da China permite essa exploração do seu próprio povo por agentes estrangeiros, não é pelo simples prazer em explorar o povo (talvez em parte até seja), mas é porque esta exploração lhes traz vantagens econômicas, dando ainda mais poder ao regime, que, na prática, é precisamente um regime fascista: relativamente livre na economia, e totalmente controlador em todas as outras esferas da vida cultural, social e religiosa. Então, sabendo que a China adotou esse modelo econômico, que admite o fracasso da economia planificada, enquanto politicamente se mantém tão autoritária quanto Stálin, Mao e Fidel, faz sentido dizer que o comunismo não funciona?

Não funcionou para Aleksandr Solzhenitsyn e para os milhões de chacinados no leste europeu, China e Cuba. Mas funcionou muito bem a Stalin, Mao, Fidel, e ainda funciona a Xi Jinping e ao Putin.

Referências:

https://youtu.be/lRLL8P1xP3U?si=MncCSw2pVhYUxfgG https://www.britannica.com/biography/Deng-Xiaoping https://www.youtube.com/watch?v=PSAerhxyd_Q https://www.youtube.com/watch?v=9ZkYFA4Bpb4 https://www.youtube.com/watch?v=Vs4n9VbIDEc

ANCAP.SU

Canal de notícias rápidas com viés libertário, bate papo, vlogs e outros assuntos ligados ao libertarianismo e anarcocapitalismo. Seja bem-vindo.

Nossas Redes Sociais

Visão Libertária. Desenvolvido por KoreacomK e a comunidade.